Domingo, 30 de Setembro de 2007

Memórias de Pedra

As Memórias de um Menino Soldado é a história verdadeira de um menino a quem a vida e a guerra obrigaram a deixar de o ser. O tempo para os sonhos grandes e para as brincadeiras terá sido duramente arrancado dos seus dias, para dar lugar ao peso quase insuportável das armas, do sangue e da morte. Sem família e sem rumo, Ishmael acabará por ceder a uma guerra que tem voz e que o chama, a si e às suas mãos ainda tenras, para continuar a espalhar a morte e a destruição que outros haviam começado. E uma vez que o seu coração de menino desconhece sentimentos como o ódio e o desprezo pela vida, Ishmael é ensinado a fazer nascer em si o monstro cruel que só a guerra sabe e pode ser. Ishmael é obrigado a saber e a conseguir matar, bem como a deixar-se morrer aos poucos com as vidas que is trespassando com a sua baioneta.

Um menino que nasceu menino e cresceu soldado. Um menino que acabou por ser resgatado do cenário hediondo em que a sua vida se tornara...

Um final (quase) feliz que não foi capaz de apagar as marcas de sangue e de dor que protagonizaram a sua história.

Um final (quase) feliz para Ishmael.

Um regresso à vida que a maioria dos meninos soldado não conheceram.


publicado por Firefly às 14:36
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De maryjo a 30 de Setembro de 2007 às 18:42
sim...esse menino teve a sorte de voltar ao seu mundo, mesmo que completamente mudado. voltou. e dai o final feliz, ou quase feliz.

Ah, já agora, o titulo do livro disseste, mas como nao escreveste nada nos tags, nao sabemos quem é o autor.

gostava de saber=) gostei muito da historia=)


De eli a 30 de Setembro de 2007 às 19:56
bem, o livro deve ser mesmo muito forte e emocionante ;)
****


De xary a 5 de Outubro de 2007 às 18:04
Uma história forte que parece prender pela veracidade que escorre das suas palavras.
Não esquecer que muitas guerras são travadas por crianças, rapazes adolescentes que através da arma lhes é dito serem homens. São peões, isso sim.
Ainda bem que apesar de tudo, Ishmael conheceu outro modo de viver. Como disseste, nem todos acabam com essa possibilidade nas mãos. A história de Ishmael é exemplo para esses e para os outros, para todos nós.

Beijo grande * :)


Comentar post

.mais sobre nós.

.pesquisar

 

.a firefly lê.

.auto-biografia de bernardo soares, livro do desassossego

.a joana lê.

.nineteen eighty-four, george orwell

.a marina lê.

.never let me go, kazuo ishiguro

.a maryjo lê.

.rio das flores, miguel sousa tavares

.a eli lê.

.cultura, dietrich schwanitz

.a sancie lê.

.little men, louisa may alcott

.a xary lê.

.the portable dorothy parker, dorothy parker

.links.

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
29
30

31


.posts recentes.

. rio libertino

. Distance

. um outro amor

. The Sea

. Em busca do carneiro selv...

. Never Let Me Go

. os retornados: um amor nu...

. ...

. duas irmãs, um rei

. The Favorite Game

.tags

. todas as tags

.arquivos.

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tanta gente.

SAPO Blogs

.subscrever feeds