Domingo, 11 de Janeiro de 2009

os retornados: um amor nunca se esquece

 

Júlio Magalhães, o conhecido pivot da informação da TVI, estreia-se na ficção com o romance Os Retornados: um amo nunca se esquece.Este livro retrata uma história de amor durante os momentos mais dolorosos que África portuguesa sofreu. Entre 1974 e 1975, muitos foram os portugueses que deixaram Angola para voltar para Portugal. Não porque quisessem mas sim porque não tinham outra solução. Alguns acabaram por voltar para Angola, outros continuaram em Portugal.A personagem principal é Joana, uma rapariga que morava perto do Aeroporto da Portela. Tirou o curso de advogacia e tinha tudo para ser uma boa advogada mas as circunstâncias levaram-na para perto daquilo que sempre quis: hospedeira de bordo. Não sabia que a sua história de amor ia começar num avião.Uma história bonita apesar do período conturbado em que acontece. Um amor nasce, os anos passam e ele sobrevive até ao dia em que se cruzam num avião. Tudo por causa de um ovo estrelado com açúcar.  ;)


publicado por eli às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 10 de Janeiro de 2009

...

 

Onde Estás é um livro de Fátima Rolo Duarte. Esperava um livro sobre a busca eterna pelo amor ou algo do género. A verdade é que tem uma escrita interessante, mas um pouco confusa e por vezes cansativa o que me desiludiu um pouco.

Apesar de esperar uma obra mais intriseca e promenorizada no que diz respeito a sentires, Fátima Rolo Duarte é contudo uma boa escritora e interessante.

A personagem dela, a qual nunca sabemos nome, tem um gato de estimação e escreve cartas para e sobre os seus amores e sobre aquele que mais a marcou. Onde estás aparece não como uma interrogaçao, mas mais como uma afirmação, como se ela soubesse onde ele está mas não o alcançasse.

 

Deixo então, como de costume, algumas das passagens que mais gostei:

"Tu e eu magoados à espera do paraíso que vejo no teu sorriso. Sei que pensas em mim apenas porque penso em ti."

"Estou na rua com o teu nome. A escrevê-lo para o ter uma vez mais."

"Nunca falei contigo, não te dei palavras minhas, mas acho que guardo saudades dos teus olhos em descanso. De imaginar como rias e dizias,não dizias? ´a mim ninguém me destroi. ´ Nem poderás imaginar como serias feliz ao meu lado."

"Vamos dar um passeiò à chuva, molhados pensamos mais na roupa que trazemos colada a nós."

 

 

 


publicado por maryjo às 19:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre nós.

.pesquisar

 

.a firefly lê.

.auto-biografia de bernardo soares, livro do desassossego

.a joana lê.

.nineteen eighty-four, george orwell

.a marina lê.

.never let me go, kazuo ishiguro

.a maryjo lê.

.rio das flores, miguel sousa tavares

.a eli lê.

.cultura, dietrich schwanitz

.a sancie lê.

.little men, louisa may alcott

.a xary lê.

.the portable dorothy parker, dorothy parker

.links.

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
29
30

31


.posts recentes.

. rio libertino

. Distance

. um outro amor

. The Sea

. Em busca do carneiro selv...

. Never Let Me Go

. os retornados: um amor nu...

. ...

. duas irmãs, um rei

. The Favorite Game

.tags

. todas as tags

.arquivos.

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tanta gente.

SAPO Blogs

.subscrever feeds